Acústica

Instrumento construído em 1969 por Les Fils D'Emile Deyrolle. É constutuido por metal e vidro e apresenta uma manivela que permite retirar o ar de uma campânula em vidro onde se forma o vácuo. Destina-se a mostrar que o som não se propaga no vazio; exige um meio material para se propagar.

Instrumento metálico, inventado por Jorna Shore, em 1711. Tem a forma de uma forquilha e serve para afinar instrumentos e vozes através da vibração de um som musical à frequência de 440 Hz, na medida em que provocando o choque das duas extremidades da forquilha do diapasão contra uma superfície, há uma vibração que produz uma nota que permite afinar o instrumento musical.

É um instrumento construído por Heinrich Hertz, em 1888. É constituído por duas hastes metálicas que formam um U e que se apoiam numa base de madeira. Por acção de um electroíman entre as hastes são produzidas ondas mecânicas e sonoras. Destina-se a afinar instrumentos musicais.

É um instrumento que possibilita a inscrição e a reprodução mecânica das vibrações do ar em toda a sua complexidade, quer sejam produzidas pela fala, pelo canto, pela música ou mesmo por ruídos de qualquer natureza. O fonógrafo, inventado em 1877, foi talvez a criação mais notável do americano Thomas Edison (1847-1931). Pela primeira vez o Homem era capaz de registar sons e escutá-los à posteriori, podendo gravar a sua própria voz como testemunho de um instante presente e ouvi-la em qualquer outro lugar, quando e sempre que desejasse.

O métronomo foi inventado por Dietrich Nikolaus Winkel em 1815. Pode ser um metrónomo mecânico de pêndulo, um mecanismo a corda, semelhante ao de um relógio despertador, que utiliza um pêndulo para a regulaçao do pulso. Os músicos utilizam metrónomos para manter o tempo padrão, ou seja, um pulso regular ao longo de toda a composiçao ou uma de suas secções e pode ser usado também para indicar o tempoem torno do qual as variações serão realizadas. É um relógio que mede o tempo musical.

Instrumento acústico formado por uma esfera oca perfurada nos pólos opostos. É constituído por uma esfera que contém ar no seu interior e que transmite vibrações de frequência variada conforme as dimensões que apresenta. É utilizado em experiências de acústica.

Instrumento inventado pelo físico francês Charles Cagniard de la Tour, em 1819. É constituído por uma caixa cilíndrica de metal cuja base possui um tubo por onde penetra o ar insuflado por um fole de uma mesa acústica. No centro da tampa fixa da caixa cilíndrica existe uma haste vertical, onde está fixo um disco metálico que pode rodar livremente em seu redor. A tampa e o disco possuem uma série de orifícios inclinados e equidistantes, dispostos de forma a que o ar circule e ponha em movimento o disco superior. Este dispositivo destina-se a demonstrar que a altura do som cresce com a frequência das vibrações.