Física Moderna

Químico e físico inglês que nasceu em Londres no dia 17 de Junho de 1832 e faleceu no dia 4 de Abril de 1919 na mesma cidade. Iniciou os seus estudos de química no Royal College of Chemistry. Em 1854 foi nomeado assistente do observatório de Radcliffe e, no ano seguinte, assumiu a regência da cadeira de química em Chester. Ao proceder à análise espectral de resíduos de minerais do Harz (1861) descobriu um novo elemento, o tálio. Nas suas investigações sobre a condutividade da electricidade em gases a baixa pressão, ele descobriu que à medida que se diminuía a pressão, o eléctrodo negativo emitia raios (os chamados raios catódicos) que, hoje, se reconhece serem um feixe de electrões livres, (utilizado nos dispositivos de vídeo padrão CRT, televisões). Este cientista foi um pioneiro na construção e no uso de tubos de vácuo para estudar fenómenos físicos. Em 1875 inventou o radiómetro (equipamento que permitia medir a intensidade das radiações de vários elementos) e em 1879 construiu o primeiro tubo de raios catódicos. Com a descoberta da radioactividade, ele dedicou-se ao estudo das novas áreas da física. Assim, em 1895, ele provou a presença do hélio no gás extraído de um fragmento de urânio e a necessidade que teve em observar o espectro de hélio, levou-o á invenção do espinteriscópio. Crookes foi um pioneiro na construção e no uso de tubos de vácuo para estudar fenómenos físicos. Em 1907 foi agraciado com o Prémio Nobel de Química.

Físico alemão que nasceu em 27 de Março de 1845, em Lenneps, Remscheid e morreu em 10 de Fevereiro de 1923 em Munique. Entre 1876 e 1878 foi professor na Universidade de Estrasburgo posteriormente, catedrático na Universidade de Munique e director do Instituto de Física. Em 1895, descobriu um determinado tipo de radiação, os Raios X, que conseguiam atravessar corpos sólidos e delimitar, por exemplo, o esqueleto. A radiação inicialmente denominada por raios de Roentgen, em homenagem ao seu descobridor, foi utilizada para o diagnóstico médico. Esta radiação adquiriu grande importância na técnica de tratamentos de materiais e é utilizada para determinar os limites de fissura das peças. Porém quando se constou que os Raios X eram prejudiciais à saúde foi rapidamente retirada de tratamentos de certas doenças como os tumores. A descoberta dos raios de Roentgen, em 1901, que contribuiu para uma nova era da Física e para uma revolução no diagnóstico médico levando-o à atribuição do prémio Nobel da Física.