A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Físico que nasceu em 1793 e faleceu no ano de 1880, em França.
Tendo sido empregado das alfândegas, a ele se deve o desenvolvimento e a intenção de máximos e de mínimos em hipsometria, e um barómetro para avaliar a profundidade de um mergulho.
Foi o editor das Obras completas de Diederot e um dos fundadores da sociedade da Geologia da França.
Teve um papel importante e activo no processo de perfuração do antigo poço de Grenelle.

Engenheiro alemão que nasceu em 13 de Agosto de 1902, em Lahr, Alemanha e que faleceu em 9 de Outubro de 1988, em Heidelberg.
Desde muito jovem lutou com as dificuldades económicas da sua família e como tal foi forçado a abandonar a escola com 19 anos e não frequentou a faculdade. Porém sendo uma pessoa iluminada ele pôs em prática as suas ideias e, assim, em 1927, criou um motor rotativo – o Motor Wankel, cujo funcionamento data de 1957.
Em 1969, ele recebeu o doutoramento honorário pela técnica no Mónaco e a Medalha de Ouro da Federação Alemã de Engenheiros. Em 1971, a Medalha Franklin, em Filadélfia, em 1973, a medalha de serviço bávaro em 1973, a cidadania honorária de Lahr, em 1981 e o título de professor em 1987.

Inventor que nasceu a 19 de Janeiro de 1736, em Greenock (Escócia) e faleceu em 25 de Agosto de 1816, em Heathfield Hall (Birmingham – Inglaterra).
Aos 19 anos, foi para Londres onde aprendeu a profissão de mecânico de instrumentos. Em 1757, foi escolhido para fabricar e reparar instrumentos matemáticos da Universidade de Glasgow. Em 1763, enquanto consertava uma máquina a vapor do tipo Newcomen, observou que a máquina perdia grandes quantidades de calor , o que constituía um defeito grave da mesma. Em consequência, idealizou um condensador que foi o seu primeiro grande invento. A ele se deve, a invenção e construção da primeira máquina a vapor moderna que contribuiu para a revolução industrial. O nome da unidade de potência de uma máquina no Sistema Internacional (S.I) - o watt foi dado em sua homenagem.

Físico e cientista britânico que nasceu a 6 de Fevereiro de 1802 perto de Gloucester e faleceu a 19 de Outubro de 1875,em Paris.
Frequentou o ensino privado na sua cidade natal e,em 1823,em Londres, montou o seu primeiro negócio como fabricante de um instrumento musical.
Dedicou–se a pesquisas científicas em Acústica e Óptica, tendo inventado a concertina inglesa, o estereoscópio (um dispositivo para exibir imagens tridimensionais) e a cifra Playfair (uma técnica de criptografia).
O seu nome está particularmente associado à Telegrafia e à construção da ponte de Wheatstone.
A ele se deve a experiência que permitiu a medição da velocidade dos electrões ao longo de um fio.
Em 1835,em Dublin, mostrou que quando os metais eram volatilizados na presença de uma faísca eléctrica, a luz por eles emitida e observada através de um prisma indicava as propriedades do mesmo. Este facto, permitiu não só determinar o tipo de metal em processo de volatilização como à descoberta de vários novos elementos químicos, tais como: o rubídio e o tálio.
Os seus contributos em Telegrafia levaram a que, em 1852, existissem em funcionamento mais de 4000 quilómetros de linhas telegráficas na Grã-Bretanha.
Em 1841 construiu o primeiro telégrafo de impressão e, em 1845, uma agulha de telégrafo.
Em 1868 foi nomeado "Sir" pela invenção e construção de um telégrafo automático, embora já tivesse sido nomeado Cavaleiro da Legião de Honra.
A partir de 1836 foi membro da Sociedade Real e, em 1873, foi-lhe atribuída uma das pastas dos Negócios Estrangeiros franceses devido à ligação que estabeleceu entre o governo e a Academia de Ciências. Nesse mesmo ano também recebeu a medalha “ampères” ofertada pelo Estado francês pelo seu empenho na Sociedade de Fomento Nacional da Indústria e, em 1875,foi nomeado membro honorário da Instituição de Engenheiros Civis.
As suas pesquisas contribuiram para a aplicação da telegrafia em submarinos e para a invenção de dínamos.
Além de cientista, ele foi professor de Filosofia no Colégio Real de Londres (1834) e, em 1868, em Knighted.

Físico e químico alemão que nasceu a 19 de Maio de 1841, em Zwenkau e faleceu a 2 de Julho de 1917, em Chemnitz, Alemanha.
Entre 1857 e 1865 estudou nas Universidades de Leipzig e Göttingen e em 1865 foi ordenado professor de física no Royal Gewerbschule Chemnitz.
Este físico foi um dos fundadores das primeiras centrais eléctricas urbanas em Chemnitz, Dresden, Leipzig e Plauen.

Físico escocês que nasceu em 14 de Fevereiro de 1869, em Glencorse (Edimburgo) e faleceu em 15 de Novembro de 1959, em Carlops (Edimburgo).
Foi educado no Owen's College pertencente à Universidade de Manchester e lá estudou Biologia com o intuito de ser médico. Frequentou a Universidade de Cambridge, onde aprendeu Física e Química.
Em 1893, interessado pela meteorologia, começou por estudar as nuvens e as suas propriedades e para isso trabalhou durante algum tempo no Observatório de Ben Nevis e no Laboratório de Cambridge. Nas suas experiências, ele fez expandir ar húmido num recipiente fechado e depois introduziu nuvens numa câmara ionizada. O método utilizado permitiu visualizar as trajectórias de partículas ionizadas através da condensação do vapor de água.
A câmara inventada contribuiu para demonstrar a existência do electrão de retrocesso de Compton, a descoberta do positrão de Anderson, o processo de "criação de pares", a "desintegração" dos electrões e dos positrões e a transmutação dos núcleos atómicos.
Em 1927, pela invenção da câmara de nevoeiro - Câmara de Wilson, ganhou o Prémio Nobel de Física.
Em sua honra existe na Lua, uma cratera chamada de Wilson.

Engenheiro que nasceu a 13 de Abril de 1832 e faleceu em 3 de Janeiro de 1903 em Poplar (Inglaterra). Além de ter sido o projectista foi o construtor dos primeiros navios movidos a hélice. Durante toda a vida, Wimshurst dedicou o seu tempo livre a trabalhos experimentais. Na sua casa, em Clapham, tinha uma grande oficina electricamente iluminada e equipada com as melhores ferramentas. Por volta de 1880, ele interessou-se por máquinas eléctricas de influência, tendo construído as máquinas de influência de Nicholson, de Carré e de Holtz. Nesta última, conhecida por Máquina de Holtz-Wimshurts ele executou várias modificações, tornando-a uma máquina marcadamente insensível às condições atmosféricas. Mais tarde, desenvolveu uma máquina múltipla e do mesmo tipo que tinha 12 discos a girar entre 24 placas rectangulares. Esta era a "máquina duplex, conhecida como a máquina de Wimshurst. As máquinas referidas foram usadas em medicina para a produção de descargas de corona, (descargas eléctricas produzidas pela ionização de um fluido nas redondezas de um condutor e que provoca uma luz pálida e azul), descargas que são utilizadas no tratamento de doenças de pele.

Relojoeiro e inventor que nasceu em 1780 e faleceu em 1826, em Amesterdão. Estudioso do movimento pendular, concluiu que o vaivém de uma massa colocada na extremidade de um fio preso a um ponto fixo produzia oscilações regulares que dependiam da massa e do comprimento do pêndulo, podendo ser assim lentas ou rápidas (quanto menor for o comprimento do fio maior é o período pêndulo e quanto maior for o comprimento menor é o período); ao tempo de cada oscilação chamou-lhe tempo de compasso. Em consequência do seu estudo inventou um dispositivo chamado metrónomo que permitia marcar o andamento e a fórmula do compasso de uma música (2/4, 3/4, 4/4 etc. …). Este instrumento além de possuir uma escala graduada em bpm tem uma indicação do seu andamento atrás do pêndulo e um mecanismo interno que produz um som (click) por cada pulsação do pêndulo.

Nasceu a 6 de Agosto de 1766, em Norfolk, Inglaterra e faleceu a 2 de Dezembro de 1828, em Londres.
Em 1793 obteve o doutoramento em Medicina pela Universidade de Cambridge. Durante os seus estudos interessou-se pelas seguintes áreas: química, cristalografia, metalurgia e física. Em 1800 deixou a área de Medicina e concentrou-se na sua vocação de químico e físico.
Wollaston desenvolveu um método físico-químico para extrair a platina do respectivo minério. Durante este processo descobriu os elementos paládio e ródio.
Este cientista britânico também se notabilizou pelas suas observações das linhas escuras do espectro solar que conduziram à descoberta dos elementos químicos do sol e pelos seus trabalhos sobre dispositivos ópticos.
Durante os seus últimos anos de sua vida realizou experiências eléctricas que conduziram à criação do motor eléctrico.