A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Físico e inventor francês que nasceu em 1777 e morreu em 1859, em Paris. Frequentou a École Polytechnique e foi engenheiro geográfico. Em 1819 tendo estudado acústica, inventou a sirene que utilizou para verificar o número de vibrações produzidas por um som num determinado local. Realizou ainda experiências a nível do mecanismo de produção de voz. A ele se deve a descoberta do ponto crítico de uma substância, o estudo da natureza da levedura e a influência do frio extremo nos seres vivos.

Físico-Quimico francês que nasceu a 23 de Março, em 1749, em Beaumont-en-Auge, província da Normandia e falecido em 5 de Março 1827, em Paris. Ficou conhecido pelas suas pesquisas sobre Mecânica celeste, Electromagnetismo e Probabilidades e, ainda, pela hipótese que formulou sobre a origem do mundo. A ele se deve, em 1773, a compilação das pesquisas e teorias astronómicas de Isaac Newton, Edmund Halley e de outros célebres cientistas, cujas obras encontravam-se dispersas. Tambem procurou explicar as aparentes anomalias das órbitas planetárias. Entre 1780 – 1784, colaborou com Antonie Laurent Lavoisier em trabalhos de calorimetria, formulou uma teoria matemática relativa a capilaridade, as leis elementares do Electromagnetismo e mediu a velocidade da propagação das ondas sonoras.

Fotógrafo, inventor e empresário brasileiro que nasceu em 13 de Julho de 1918 e faleceu em 24 de Abril de 2007, em Marília. A sua vida de fotógrafo começou em 1938.
Foi Director do Departamento Fotográfico da Companhia Cinematográfica Vera Cruz na década de 50 e fez diversas exposições no Brasil com as imagens que foram produzidas pelo seu invento, em 1957 – uma máquina fotográfica a 360º especializado na obtenção de fotografias panorâmicas.
Recebeu vários prémios em concursos fotográficos e recebeu várias condecorações pelos vseus trabalhos documentais desenvolvidos em Marília, no norte do Panamá em particular em Londrina e em Brasília.As suas fotos foram expostas em S. Paulo e no Rio de Janeiro. Foi o Fundador do "Foto Clube de Marília" e participou activamente na Comissão de Registros Históricos da Cidade de Marília e da União dos Treze e ministrou ainda cursos no Clube de Cinema de Marília.
A máquina por ele inventada esteve inactiva durante 15 anos e no final de 1997 foi reactivada e aperfeiçoada, sendo de novo usada.

Físico e matemático britânico que nasceu no ano de 1766 em Largos e que morreu em 1832 em Coates. Foi professor na Universidade de Edimburgo, tendo efectuado trabalhos no Campo da Análise Matemática e da Geometria. No campo da Física foi o inventor do termómetro, do fotómetro e do higrómetro. A ele deve-se o desenvolvimento do método para obter gelo artificial.

Fabricante e comerciante holandês que nasceu em Wesel, (Alemanha), no ano de 1570, e morreu a Setembro de 1619, em Middelburg, Holanda. Foi um fabricante de lentes dos Países Baixos. Mais tarde, ficou conhecido como inventor do telescópio; descobriu como se combinar lentes côncavas e convexas de forma a se poder visualizar objectos a uma longa distância. Em 1608, fabricou e vendeu as primeiras lunetas, que deu o nome de Kijker ou Perspicillun, que acabaram por ser aperfeiçoadas por Galileu. As suas lunetas serviram para uso militar. Ele foi o primeiro a deixar o registo de seu projecto, tornando o produto disponível para uso geral em 1608.

Matemático, arquitecto e físico alemão que nasceu em 25 de Julho de 1808, em Frankfurt (Alemanha) e faleceu em 24 de Dezembro de 1882, em Göttingen (Alemanha).
Desde criança, revelou ser muito inteligente e como era oriundo de uma família pobre, um benfeitor facultou-lhe a possibilidade de ele ir aos 8 anos frequentar uma escola de qualidade; nesta ele foi um óptimo aluno em ciências e arte.
Entre 1825 e 1830 frequentou um Ginásio e aprendeu várias línguas: inglês, francês, latim e italiano e, ainda, ciências e matemática.
Em 1830 entrou na Universidade de Göttingen e tirou o curso de Matemática e de Arquitetura, mas o seu principal interesse era estudar e pesquisar no campo da óptica fisiológica e do magnetismo terrestre. Aluno de Gauss, este orientou-o em topologia, ramo que lhe deu a possibilidade de compreender o magnetismo terrestre.
Em 1834, fez o doutoramento dissertando sobre “Geometria da superfície da Terra”.
Em 1837 foi professor de Matemática em Hannover e, em 1839, além de professor de Física foi investigador da Óptica do olho humano.
Em 1845 publicou um livro sobre “Fisiologia óptica” e, em 1847, escreveu um livro sobre Topologia.
Em 1858 decobriu as propriedades topológicas que actualmente se conhece como o número de Banda de Mobius e, em 1862, publica um obra onde generalizou para os Complexos, a característica de Euler dos Poliedros.
Como estudioso da Geodésia (ramo das Geociências que trata do levantamento e da representação da forma e da superfície da Terra e que em Física é o nome da trajetória recta de corpos, num espaço curvo como a Terra e sujeitos à acção da gravidade), ele criou o termo de geoide para a figura equipotencial da Terra.

Físico britânico que nasceu a 12 de Junho de 1851, em Penkhull (Inglaterra) e que faleceu em 22 de Agosto de 1940, em Lake, Amesbury.
Iniciou os seus estudos no Grammar School de Newport, em 1875 entrou para a University College de Londres e, em 1887, obteve o doutoramento em Ciências.
Em 1879, foi assistente de Matemática aplicada na University College de Londres, em 1881 e por um período de nove anos foi professor de Física na University College de Liverpool.
Em 1900 foi Director da Universidade de Birmingham e, em 1903, professor em Oxford.
Em 1888, concluiu que as ondas de rádio pertenciam à mesma família das ondas de luz.
Entre 1895 e 1896 conseguiu transmitir sinais de rádio a pequenas distâncias.
Ficou famoso pelas contribuições que deu às teorias da eletricidade de contacto e eletrólise, à descarga oscilatória em garrafas de Leyde, à força eletromotriz na célula voltaica, à produção de ondas eletromagnéticas no ar e, ainda, pelas importantes investigações realizadas sobre ondas eletromagnéticas e pelos melhoramentos que introduziu no telégrafo sem fio.
A ele se deve a experiência da diminuição da neblina por meio de dispersão eléctrica.
Publicou vários tratados científicos e obras como: "Manual de Mecânica Elementar", em 1877; "Pioneiros da Ciência", em 1893; "Vida e Matéria", em 1905; "Eletrões ou a natureza e propriedades da eletricidade negativa", em 1907; Ciência e Mortalidade", em 1908; "O éter no Espaço", em 1909 e "Além da Física ou a idealização do mecanismo", em 1930.
Em 1898, foi condecorado com a Rumford Medal da Royal Society e, em 1902, foi nomeado Cavaleiro pelo Rei Edward VII.

Físico holandês que nasceu a 18 de Julho de 1853, em Arnhem e morreu a 4 de Fevereiro de 1928, em Haarlem. Estudou em Leiden, onde mais tarde exerceu o cargo de professor de Física e de Matemática. Ganhou o prémio Nobel de física devido ao seu trabalho sobre as radiações electromagnéticas. No seu primeiro trabalho publicado, referiu-se aos estudos da reflexão e da refracção da luz por dieléctricos e por metais. A maior parte dos trabalhos foram no campo do Electromagnetismo, tendo sido o primeiro físico a dar uma explicação do efeito do Seeman e a predizer os efeitos da polarização da luz. O objectivo das suas investigações foi no sentido de propor uma teoria que englobasse de forma consistente, os fenómenos eléctricos, os magnéticos e os luminosos; o meio físico que utilizou foi o éter em repouso, onde os electrões se moviam. Também fez investigações nos campos da Termodinâmica e da Teoria da Gravitação.