A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Físico suíço que nasceu em 1833, em Basel, e faleceu em 1910 na mesma cidade. Destacou-se pelas pesquisas sobre a relação entre a viscosidade dos fluidos e a velocidade de escoamento dos mesmos. Foi professor de Matemática e de Física desde 1862 e presidiu a Academia de Naturwissenschaften Schweiz, em Basel, entre 1874 e 1879. Em 1908, publicou, entre muitos outros livros e trabalhos, “Verteilung der Sitze bei der Proportionalvertretung”, onde propôs uma adaptação da fórmula do advogado e matemático inglês Henry Richmond Droop (1831-1884) para o cálculo do quociente eleitoral mínimo que deveria ser utilizado no Parlamento suíço.

Físico e médico cirurgião francês que nasceu em 1770, em Bourmont e faleceu em 1852, em Nancy.
Foi professor de física na Universidade de Nancy e inspector da Academia de Ciências e Letras de Nancy.
Dedicou-se ao estudo do Magnetismo tendo investigado as propriedades magnéticas de corpos em movimento de rotação.
A ele se deve a invenção de um aparelho que permite mostrar que a pressão de um líquido sobre o fundo do recipiente onde está contido, depende apenas da altura do líquido, sendo independente da forma do recipiente – o Aparelho de Haldat.

Inventor e relojoeiro inglês que nasceu em 24 de Março de 1693 e faleceu em 24 de Março de 1776, em Foulby, Yorkshire.
Com 18 anos construiu um relógio em madeira que trabalhava 8 horas; relógio que está conservado no Museu de South Kensington.
Em 1726, projectou um relógio com os dispositivos que eram destinados à correcção de erros causados por variações climáticas.
Em 1728, construiu um cronómetro e um pêndulo de grande precisão e, em 1759, o primeiro relógio marítimo que não só era capaz de contar o tempo no mar como a longitude durante viagens de longa distância.
Entre Novembro de 1761 e Março de 1762, determinou a longitude com um erro menor que 18 milhas e, mais tarde, em 1765, inventou um outro cronómetro - o de Harrison que permitiu uma precisão na viagem de Cook, de menos que 10 milhas.
Ganhou o prémio científico mais disputado da época, o Prémio da Longitude.

Físico e matemático que nasceu em 8 de Janeiro de 1942, em Oxford.
Entre 1950 e 1953, ele estudou na St. Albans High School for Girls e, em 1959, estudou Matemática na Universidade de Oxford.
Em 1962, licenciou–se em Física manifestando interesse pelas áreas de Termodinâmica, Relatividade e Mecânica Quântica.
Em 1966, fez o doutoramento na Trinity Hall, em Cambridge e passou a ser investigador e professor nos Colégios Maiores de Gonville e de Caius.
Em 1973, abandona o Instituto de Astronomia e entra para o Departamento de Matemática Aplicada e de Física Teórica. Desde 1979, ele é professor de Matemática, na Universidade de Cambridge, ocupando a cátedra que havia sido de Newton.
É um investigador de Física teórica, em particular em Cosmologia teórica e de gravidade quântica.
A ele se deve a ideia de que após o Bing Bang se formaram os mini buracos negros. Conjuntamente com Bardeen e Carter, ele propôs as quatro leis da mecânica do buraco negro.
Em 1974, ele considerou que os buracos negros emitiam termicamente, ou seja, criavam partículas subatómicas – a radiação de Hawking. Na década de 80, ele participou nos primeiros desenvolvimentos da teoria da inflação cósmica, teoria que dava solução aos principais problemas causados pelo modelo padrão do Big Bang.
Ao longo da sua carreira tem publicado várias obras e recebido prémios, títulos e medalhas;o asteróide 7672 tem o seu nome.

Nasceu a 27 de Abril de 1845, em Aschaffenburg, Alemanha faleceu a 7 de Janeiro de 1904. Além de designer, de engenheiro eléctrico e técnico ele foi um dos mais próximos assessores de Werner von Siemens. Na área da iluminação, estabeleceu uma nova auto-regulação do diferencial da lâmpada de arco que permitiu iluminar as ruas de forma segura e económica. Em 1884, ele inventou a chamada lâmpada de Hefner.

Físico e médico alemão que nasceu em 31 de Agosto de 1821, em Potsdam e que faleceu em 8 de Setembro de 1894, em Charlottenburg.
Desde jovem revelou interesse pelas ciências naturais.
Fez os seus estudos no Friedrich Wilhelm Medical Institute de Berlim e, em 1847, apresentou à Sociedade de Física de Berlim, uma monografia que lhe deu uma graduação académica. Nesta monografia, ele fez uma aplicação das técnicas físico-químicas ao estudo dos fenómenos orgânicos.
Foi professor em Bonn e em Heidelberg. Em 1849, leccionou a cadeira de fisiologia na Universidade de Königsberg e, em 1870, foi professor de Física da Universidade de Berlim.
Em Charlottenburg, foi Director do Instituto Físico-Técnico e de 1888 até 1894, ocupou o cargo de Presidente do Instituto Imperial de Física Técnica.
Foi um estudioso da análise matemática, da fisiologia, da óptica, da acústica, da termodinâmica, da electrodinâmica, da meteorologia e da filosofia.
No campo da Acústica, conseguiu isolar sons complexos por meio de diapasões eléctricos, estudou os aspectos físicos da propagação do som, os efeitos dos sons harmónicos e as suas correlações e características fisiológicas de percepção pelo ouvido humano. Em 1851, inventou um aparelho que permitia ver o fundo do olho humano – o oftalmoscópio.
Na Eletrodinâmica apresentou uma equação geral para os circuitos eléctricos fechados aplicando-a à propagação das perturbações elétricas e magnéticas em corpos capazes de sofrerem polarização.
Estudou, ainda, a acção de fluidos de diferentes densidades, propôs a lei da conservação de energia, expôs a doutrina da sensibilidade cromática e determinou a existência de três cores fundamentais: vermelho, verde e violeta.
No campo na Filosofia estabeleceu a relação entre as leis da percepção e as leis da natureza, fez estudos sobre Estética e apresentou idéias sobre o poder civilizador da Ciência.
A ele se deve a Teoria da Panspermia Cósmica e a publicação de livros sobre assuntos diversos, desde a idade da Terra até a formação de Sistema Solar.

Físico norte-americano que nasceu em 24 de Agosto de 1932, e faleceu em 1878, em Chapman (Kansas). Na Academia de Albany ensinou Matemática e Filosofia natural. Frequentou o College of New Jersey, hoje, a Princeton University. A ele se deve, a construção do primeiro motor eléctrico, o desenvolvimento do método de aumento da potência de um eletroiman e a transformação directa de energia mecânica em eléctrica. Foi o primeiro secretário da Smithsonian Institution em Washington, cargo que exerceu até morrer e o fundador da Nacional Academy of Science. Ele tornou–se notável pelas pesquisas que realizou com fenómenos electromagnéticos. Também foi o inventor do telégrafo.

Físico alemão que nasceu em 22 de Fevereiro de 1857, em Hamburgo e faleceu em 1 de Janeiro de 1894, em Bona.
Desde muito cedo, interessou-se pela construção de mecanismos e devido a esta apetência frequentou uma faculdade de engenharia durante dois anos. Como era um estudioso da Física e gostava de investigar neste campo, optou por ingressar na Universidade de Berlim, em 1878.
Em 1880, realizou um trabalho “Sobre a Energia Cinética da Electricidade”, proposto pelo seu professor Helmholtz, onde manifestou as suas grandes qualidades de investigador. Nesse trabalho, estudou a elasticidade dos gases e a propagação de descargas eléctricas através deles.
Três anos mais tarde, foi professor na Universidade de Kiel e aí iniciou pesquisas sobre a Electrodinâmica de Maxwell, a qual se opunha à electrodinâmica mecanicista e a teorias anteriores sobre a natureza da acção das ondas à distância.
Em 1885, regressa a Karlsruhe e lecciona na Escola Politécnica.
Quando se mudou para Kiel, em 1883, ele começou por descobrir a produção e a propagação das ondas electromagnéticas e a forma de controlar a frequência das ondas produzidas. Quanto às propriedades das ondas electromagnéticas, descobriu que a sua velocidade de propagação era igual à velocidade da luz no vácuo, oscilavam num plano que contém a direcção de propagação e que sofriam os seguintes fenómenos: refracção, reflexão e polarização.Estes resultados foram, em 1888, apresentados à comunidade científica e foram reconhecidos.
Além de ter demonstrado a existência da radiação electromagnética criou aparelhos emissores e detectores de ondas de rádio.

Físico austríaco que nasceu em 24 de Junho de 1883, em Waldstein Castle, perto de Peggau e que faleceu em 17 de Dezembro de 1964, em Mount Vernon (Nova York).
Entre 1893 – 1901, em Graz, fez o ensino básico e entre 1901 - 1905 o ensino universitário. Em 1910, conclui o doutoramento no Instituto de Física de Viena.
Em 1911, conjuntamente com Gockel, descobriu os raios cósmicos.
Inicialmente trabalhou no Instituto de Física de Viena, tendo sido orientado pelo Professor von Schweidler nas pesquisas que realizou no campo da radioactividade. Entre 1910 e 1920 foi assistente de Stephan Meyer no Instituto de Pesquisas de Rádio da Academia de Ciências de Viena. Em 1919, recebeu o prémio Lieben pela descoberta da radiação cósmica e foi professor extraordinário de Física experimental da Universidade de Graz.
Depois de ter estudado na Universidade de Graz e na Universidade de Viena foi professor nas Universidades de Graz entre 1925 e 1931. Entre 1931 e1937, em Innsbruck, dirigiu o Instituto de Investigações da radiação, tendo em 1931 criado um Observatório de raios cósmicos em Hafelekar (Alpes).
Em 1938, foi para os Estados Unidos da América como Director do Research Laboratory da U.S. Radium Corporation criado por ele, em Orange, New Jersey ecomo Consulting Physicist para U.S. Department of the Interior, o Bureau of Mines, Washington D.C.
Entre 1938 e 1956 foi professor de Física na Universidade de Fordham.
Após as suas pesquisas e observações concluiu, utilizando sondas, que a intensidade dos raios cósmicos aumentava com a altitude, que o seu número variava com a latitude e que eram 1,5% mais intensos durante o dia do que durante a noite. Estudou a radioatividade terrestre, a condutividade eléctrica e o equilíbrio de ionização da atmosfera.
Publicou trabalhos sobre “radiação cósmica”, “raios gama”, “partículas a emitidas por radiação”, “ionização de gases”, “ionização da atmosfera”, “electricidade na atmosfera”, etc.
Em 1926 devido aos trabalhos de pesquisa efectuados recebeu o prémio Nobel da Física conjuntamente com Carl Anderson e, em 1932, em Jena, ganhou o prémio Abbe Memorial e a Medalha Abbe do Instituto Carl Zeiss.
Em 1964, foi membro da Academia de Ciências de Viena.

Engenheiro americano que nasceu a 5 de Março de 1861 na cidade de Nova Iorque e faleceu a 25 de Agosto de 1921. Era neto do famoso Peter Cooper, americano que foi um dos primeiros engenheiros industriais. Ele descobriu que ao passar uma corrente eléctrica através de um tubo de vidro contendo uma pequena quantidade de gás poderia fazer luz e, assim, em Setembro de 1901 inventou a lâmpada de vapor de mercúrio, considerada uma grande invenção A ele se deve a execução da descarga de uma lâmpada de vapor de mercúrio aquecido. A lâmpada acende por inclinação do tubo que faz os contactos entre os dois eléctrodos, e o mercúrio líquido em repouso que está localizado num dos lados do tubo. A eficiência desta lâmpada foi mais eficiente que as lâmpadas incandescentes. Porem, a luz emitida era de uma cor desfavorável para o uso prático em áreas profissionais específicas, como a fotografia por exemplo. Em 1902 desenvolveu o primeiro arco rectificador de mercúrio que fazia a conversão da corrente alternada em eléctrica utilizada no transporte ferroviário, na indústria, na energia e transmissão HVDC.

Químico e poliglota polaco que nasceu em 18 de Julho de 1937, em Zloczow (Polónia).
Entre 1944 – 1946, em Cracóvia, frequentou os dois primeiros anos da escola primária, tendo completado os restantes anos entre 1947-1948, na Checoeslováquia.
A seguir ingressou numa escola dedicada às Ciências, em Brooklyn (Nova York), onde se licencia em 1954.
Entre 1955-1958, na Universidade de Colombia, frequentou o curso de Medicina.
Três anos depois (1958 - 1961) iniciou um trabalho de graduação na Harvard, obtendo o doutoramento em 1962.
Entre 1962-1965 trabalhou com Robert Woodward, em Harvard e desde 1966 foi professor de Química geral e professor de Química em cursos para não-cientistas.
Na Universidade Cornell é actualmente professor de pós-graduação de Mecânica Quântica.
Em 1973 recebeu vários prémios da Sociedade Americana de Química pelos seus trabalhos em Química Orgânica, Química Inorgânica, ensino da Química e Química Pura.Em 1981, compartilhou o Nobel de Química com o japonês Kenichi Fukui da Universidade de Kioto e a partir de então tem vindo a receber outros prémios como o Prémio Monsanto, a Medalha Nacional de Ciência, etc.

Químico, botânico e médico que nasceu em em 21 de Julho de 1766 e faleceu em 13 de Junho de 1844 na sua casa, em Moray Place, em Edimburgo.
Frequentou o ensino primário na Escola Secundária de Edimburgo e, antes de entrar para a Universidade de Edimburgo, foi aluno durante um ano de uma, em Dumfries.
Estudou Artes, Botânica e Medicina.
Em Outubro de 1787 e durante oito anos foi professor de Química na Universidade de Glasgow. Em 1789 foi assistente de Medicina e, em 1791, professor de Medicina.
Além de ter sido um excelente conferencista em Edimburgo foi um excelente professor de Química na Grã-Bretanha As experiências que realizou da expansão da água a baixas temperaturas (próximas do ponto de congelação) levaram-no a determinar a temperatura atingida pela água quando a mesma atingia a densidade máxima.
O seu nome está também associado à descoberta do óxido de estrôncio.
Foi membro da Fellow da Royal Society de Edimburgo, da Royal Society de Londres e um membro honorário da Royal Irish Academy.
Em 1815 foi eleito Presidente do Real Colégio de Médicos de Edimburgo, cargo que ocupou durante quatro anos consecutivos e entre 1823 – 1844, vice-presidente da Royal Society de Edimburgo.
Em 1841 foi eleito um dos 77 membros fundadores da Chemical Society de Londres.

Inventor inglês que nasceu em 16 de Maio de 1831 e faleceu em 22 de Janeiro de 1900, em Londres.
Fez os seus estudos nos U.S.A, tendo estudado música e ciências do som no St. Joseph's College, em Bardstown (Kentucky).
Em 1850 foi professor de música e, cinco anos depois, ele conseguiu uma patente norte-americana de invento relativa à invenção de um instrumento de telégrafo de tipo-impressão.
Em 1878, inventou os seguintes aparelhos: o microfone de carbono que permitiu o desenvolvimento do telefone, o telégrafo impresso, a balança de indução e a telefonia. A invenção que lhe deu fama foi o microfone de carvão.
Apesar do microfone ter sido inventado em 1827 pelo físico e inventor inglês Sir Charles Wheatstone e o telefone de Bell ser um dispositivo emissor que originava um sinal elétrico muito fraco, Hughes substituiu–o por outro a que chamou microfone e que era constituído por 3 peças de carvão; uma delas tinha a forma de uma barra pontiaguda nas extremidades e nestas assentava as outras duas peças, também em forma de barra. O microfone estava inserido em um circuito elétrico constituído também por uma pilha e por um aparelho receptor que era colocado junto do ouvido.
A ele se deve a descoberta da propriedade apresentada por uma limalha de ferro que quando contida num tubo de vidro se tornava condutora na presença de uma descarga eléctrica até uma distância de 500 metros. Esta invenção que não foi publicada, contribuiu para o desenvolvimento das comunicações.

Matemático, físico e astrónomo holandês que nasceu em 14 de Abril de 1629 e faleceu em 8 de Julho de 1695, em Haia. Estudou Matemática e Física na Universidade de Leiden. A ele devemos a análise infinitesimal das cónicas, o cálculo da superfície de um parabolóide de revolução, a complementação dos estudos de Pascal e de Fermat sobre a teoria das probabilidades. Tendo utilizado um telescópio aperfeiçoado por ele próprio, observou que Saturno era rodeado por anéis e conseguiu descobrir a nebulosa de Orion. Foi considerado,o cientista de maior prestígio da sua época.