Telegrafia

A telegrafia é o ramo da física que se dedica ao estudo e à transmissão a longa distância de mensagens codificadas e escritas através de aparelho específico chamado telégrafo. Esta transmissão pode ser por sinais através de fios ou sem fios (radiotelegrafia).

A telegrafia com fio faz a transmissão de mensagens em sinais de código de Morse (sinais constituídos por pontos e traços), com o auxílio da corrente que circula através de um circuito eléctrico ligado por um fio entre o equipamento transmissor e o receptor.

A telegrafia sem fio chamada TSF também utiliza na transmissão o código de Morse; os sinais neste caso são transportados pelas ondas electromagnéticas de rádio através do espaço.

Alexandre Graham Bell

Físico e inventor que nasceu a 3 de Março de 1847, em Edimburgo, e morreu a 2 de Agosto de 1922, na sua casa de Baddeck, no Canadá. Foi educado na escola real de Edimburgo, onde se licenciou com apenas aos treze anos. Aos dezasseis anos foi professor de elocução e de música na Academia de Weston House, em Elgin. De 1866 a 1867 foi instrutor na Universidade de Somersetshire em Bath, Inglaterra. Durante o tempo que viveu na Escócia dedicou-se à acústica e ao desenvolvimento do telefone, uma vez que pretendia melhorar a surdez da sua mãe. No Canadá, continuou o seu interesse por máquinas de comunicação e projectou um piano que podia transmitir música a uma certa distância por meio de electricidade. Em 1876 inventou o telefone, invenção que lhe foi negada e que o levou a recorrer a tribunais para defender como sua a patente.

Morse, Samuel

Nasceu em 1791, em Massachusetts, nos Estados Unidos da América e faleceu a 2 de Abril de 1872, em Nova Iorque.. Tornou-se célebre pela invenção do código de morse e do telégrafo. Aos 14 anos entrou para a Universidade de Yale, onde se começaram a definir claramente aqueles que foram os interesses dominantes da sua vida: a pintura e a electricidade. Em 1811, partiu para Inglaterra onde se tornou discípulo de Benjamin West, célebre pintor americano. Depois de um breve período de aperfeiçoamento, em 1815, regressou à sua terra natal para iniciar a sua carreira de desenhista; pintou o Marquês de La Fayette, quadro que iniciou a sua fortuna e lhe deu fama. Com os quadros que pintava conseguiu juntar algum dinheiro para financiar a sua mais célebre criação – um aparelho que permitisse comunicar a longas distâncias. Após 12 anos de estudos e de desenhos efectuados, em 1837, apresentou a sua criação a um grupo de amigos. A 24 de Janeiro de 1938, na Universidade de Nova Iorque, apresentou e testou a aplicação do aparelho inventado. Porém só em 1844 é que lhe deram algum crédito e foi inaugurada a primeira linha experimental, situada entre Washington e Baltimore.

Telefone

Telégrafo de Morse